Teste de paternidade e extração de DNA durante a aula de Biologia

Os estudantes dos 2ºs anos do Ensino Médio estão aprendendo mais sobre o DNA e suas diferentes aplicações, como em testes de paternidade e resolução de crimes, por exemplo. O estudo faz parte das aulas da professora Micheline Neumann, do componente curricular de Biologia.

Em um primeiro momento, os estudantes simularam um teste de paternidade com o auxílio de balas de goma para montagem das cadeias de DNA dos envolvidos (filho, mãe, suposto pai 1, suposto pai 2 e suposto pai 3).

Em outro encontro, no laboratório, os estudantes aprenderam a extrair o DNA de uma banana.

O procedimento é feito com a mistura de uma banana amassada em uma solução de sal mais detergente incolor, que posteriormente é misturada com álcool.

Após um período de descanso, o DNA é revelado na parte de cima do recipiente de teste pois as células da banana, por serem menos densas, não se misturam com o álcool nem com a água.

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.