Prevenção: Patrulha Escolar traz mais segurança ao entorno da escola

Desde o início do ano letivo de 2017 o Colégio Marista Vettorello faz parte das instituições de educação que contam com a Patrulha Escolar (PE), do 1º Batalhão da Brigada Militar (BM) de Porto Alegre. A equipe de quatro policiais é dividida para inibir a violência ao entorno das escolas e eles garantem: prevenir é a melhor solução.

Para a direção do colégio, a presença da Patrulha Escolar é de extrema relevância. “Reconhecemos a importância da presença da Patrulha, pois a segurança aumentou muito e ajudou a para fidelizar nossos estudantes que andavam amedrontados pela insegurança no bairro Glória”, apontou o diretor Clóvis Lasta.


Patrulha Escolar inibe a violência ao entorno das escolas

A iniciativa surgiu do major Fábio Khun, que há dois anos mantém ativa a PE. Para o sargento Leonardo Gorniski, que atua na equipe da Patrulha, ver a criminalidade diminuir é sentir que o trabalho está dando resultados: “é muito gratificante ver a mudança. Além disso, a interação com as pessoas e o contato direto com as famílias é um exemplo concreto de que a prevenção funciona e traz um retorno imediato. Através das ocorrências do 190, na maioria das vezes, o fato já havia acontecido, mas na Patrulha prevenimos para que não aconteça”.

As rondas acontecem semanalmente de acordo com o cronograma da Patrulha ou quando é acionada por um acontecimento específico. Essa comunicação acontece pelo aplicativo WhatsApp, em que estão cadastradas, em um grupo privado, cerca de 35 escolas da região, entre particulares, municipais e estaduais. “Essa comunicação acontece de forma transparente e direta. O grupo é muito dinâmico, por isso a PE continua atuando em seu segundo ano contínuo”, destaca o sargento Gorniski. Cada escola tem o seu próprio ritmo e método, mas o sargento garante que é um aprendizado constante, principalmente pelo contato com estudantes e famílias.