Colégio realiza ação solidária de Páscoa

Com o tema da Páscoa, “Soprou em nós o fôlego da vida! ”, o Colégio Marista Graças se mobilizou para fazer uma ação solidária, junto, com os estudantes, educadores e pais nesta data comemorativa. A ação uniu os estudantes da Educação infantil até o Ensino Médio, durante a qual pintaram as cascas de ovos com tinta e utilizaram as gemas para fazer pães e omeletes que foram distribuídos em unidades sociais de Viamão e Porto Alegre.

 

Ovos confeccionados pelos estudantes
 

Refletindo sobre o tema, o Colégio em parceria com a Associação de Pais e Mestres (APAMIMG), propôs ações em defesa da vida, significando o verdadeiro sentido da Páscoa, por meio de formações com os estudantes e doações/ações para além dos muros da escola.

Decorando os ovos
 

 A ideia partiu da simbologia de vida nova que o ovo possui. Cada estudante trouxe para escola 2 ovos de galinha, inteiros e crus, além de amendoim açucarado. As gemas dos ovos foram utilizadas para os pais e educadores confeccionarem pães e omeletes. Já as cascas, foram decoradas com tinta tempera pelos estudantes e educadores, além de serem recheadas com amendoim açucarado. Este foi o presente de páscoa que os jovens receberam nesta data. O espirito de integração entre os estudantes da Educação infantil e dos Anos iniciais, além de lideranças participativas da PJM, voluntariado e Grêmio Estudantil foram fundamentais para este processo.

EStudantes realizando a tarefa de pintura
 

Já o alimento, foi direcionado entidades sociais de Viamão e Porto Alegre, como por exemplo, pessoas que esperavam por atendimento em Hospitais e Upas da cidade, a Escola indígena de Águas Claras, paradão de Viamão e a Creche da Tia Lolo. Como a quantidade de ovos recheados foi maior do que o número de estudantes da escola, a instituição levou estes mimos para creches do município de Viamão.

Estudante pintando os ovos
 

Para a Coordenadora de Pastoral Kátia Machado, a ação mostra que a vida precisa ser um dos principais fundamentos dos valores que marcam o nosso existir e determinam o nosso agir. “É preciso olhar para os espaços nos quais estamos inseridos e garantir que o amor tenha a voz mais forte, para que a verdade, o perdão e a alegria sejam base para as relações. Somos chamados a defender, resgatar, restaurar e promover a vida. Podemos escolher essa opção, propondo caminhos de transformação da sociedade para que a pessoa seja sempre valorizada em sua plenitude. ” 

 

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.