#FalaAíEducador apresenta a professora de química Vanessa Leal

Publicado nas sextas-feiras, o espaço #FalaAíEducador é dedicado para apresentar a equipe de educadores do Marista Graças. Para além de um currículo, os educadores são convidados a compartilhar sua trajetória, seus sonhos e um recado especial para os estudantes.

Nesta semana é a vez da Vanessa Leal, confira!

Nome:
Vanessa Mari Leal
 
Professora de: 
- Química do Ensino Médio
 
Quanto tempo no Marista Graças (ou na Rede Marista):
- Muito tempo (risos)! Foram 8 anos como aluna do Marista Graças e mais 6 Anos como educadora.
 
Como começou na educação?
- Eu comecei como educadora logo que me formei, há 13 anos, em escolas estaduais. A maioria das pessoas escolhem sua profissão, no meu caso foi a profissão que me escolheu. O que era para ser um “ofício provisório” virou uma grande paixão. Hoje eu não me imagino fazendo outra coisa.
 
Qual a sua formação?
- Fiz parte do Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio no Marista Graças e Química na PUCRS.
 
Quem te inspirou para ser educador?
- Eu sempre soube que atuaria na área da Ciência, mas foi uma professora de química do Ensino Médio, Mely Paula, quem me inspirou a fazer química. Hoje trago na minha bagagem um pouquinho de vários professores que passaram pela minha trajetória.
 
Um dia inesquecível em sala de aula foi quando...?
- Me convidaram para ser paraninfa de uma turma de formandos do Marista Graças. Foi a primeira turma que eu acompanhei durante os três anos de Ensino médio. Foi, realmente, inesquecível.
Um outro momento inesquecível não foi bem em sala de aula... Uma estudante havia ingressado na faculdade de química e me mandou uma mensagem linda dizendo que eu tinha sido a sua inspiração. Nossa! Não consigo descrever aqui o que eu senti, mas foi incrível.
 
Partilhe uma dica cultural sobre a sua área:
- Eu indico os livros Barbies, Bambolês e Bolas Bilhar, de Joe Schwarcs, onde o autor faz vários comentários sobre a química do dia a dia; e Os Botões de Napoleão, de Penny Le Couteur e Jay Burreson, que propõe uma explicação química para vários fatos históricos. As revistas científicas também são uma boa pedida, pois trazem as novidades da Ciência numa linguagem mais acessível para quem gosta da área.
 
Quando você era criança, qual era o seu sonho?
Eu dizia que queria ser cientistas igual ao meu pai: ele é Engenheiro Mecânico e trabalha na Fundação de Ciência e Tecnologia do RS – CIENTEC. Não é exatamente um cientista, mas na minha cabeça era! (risos)
 
O que gosta de fazer no tempo livre?
Ficar com a minha família, passear ao ar livre na companhia deles e de um bom chimarrão e, claro, assistir as minhas séries favoritas.
 
Deixe um recado para os estudantes do Marista Graças:
A cada minuto em sala com vocês, sinto que estou no lugar certo. Vocês me inspiram. Beijos!
 
 
Prof. Vanessa com os estudantes durante as práticas de laboratório
 

Saiba mais

- Confira o #FalaAí de outros educadores clicando aqui

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.