Intercâmbio na Inglaterra: Estudantes partilham suas experiências

O grupo com 23 estudantes do Ensino Médio que integram a delegação do Intercâmbio Marista: novas culturas, novos saberes já está quase encerrando sua jornada de experiências na Inglaterra. Além das aulas e atividades realizadas no Campus da University of Reading, situada em Reading, a aproximadamente 50 minutos de Londres, os intercambistas contaram com uma programação repleta de passeios culturais e momentos de prática esportiva.
 
Grupo fez visitas e passeios pela capital britânica.
 
Além de conhecer a região central de Reading, o grupo teve a oportunidade de conhecer diversos pontos turísticos da capital britânica: Trafalgar Square, Palacio de Buckingham, St. James's Park, Green Park, Piccadilly Circus e arredores, Leicester Square, British Museum, Bloomsbury Square e Lyric Theatre, China Town, Abbey Road, Sherlock Holmes Statue, The Sherlock Holmes Museum, loja do Beatles e Madame Tussauds Museum. Já em Oxford, eles visitaram os arredores da Universidade, o centro histórico e o centro comercial. 
 
O roteiro da viagem na Inglaterra segue até o próximo final de semana. No sábado, 29/7, os jovens retornam ao Brasil e, na sequência, retomam sua rotina escolar.
 

Integração e conhecimentos multiculturais fazem parte da rotina dos intercambistas
 
Confira as percepções dos estudantes sobre suas vivências diárias:
 
A minha experiência está sendo espetacular, pois estou aprendendo novas culturas e conhecendo pessoas do Brasil e do exterior. Vou me recordar dessa viajem pelo resto da minha vida, pois foi a minha primeira experiência fora da minha zona de conforto, utilizando uma língua que no senso comum é fácil, mas quando se coloca em prática não é tão simples assim. 
 
Felipe Lopes Feres (Marista João Paulo II – Brasília)
 
 
O Intercâmbio Marista na Inglaterra foi o percursor de diversas situações em minha vida. Minha primeira viagem Internacional, meu primeiro voo e a primeira visita ao país que tanto admiro. Sinto este intercâmbio como um marco divisório em minha vida, para desenvolver a maturidade. Obviamente, conto com a ajuda de meus amigos e Group Leaders, porém, preciso ter autonomia suficiente para realizar minhas tarefas cotidianas. Senti-me totalmente acolhido e confortável junto com o grupo brasileiro. Fiz amizade com pessoas de outros países, o que além de divertido, fez com que pusesse em prática o idioma que estou aprendendo. 
 
Lucca Azevedo Fanti (Marista São Francisco – Rio Grande)

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.