Irmão Jaime Biazus: apóstolo da solidariedade

A Rede Marista de Colégios e Unidades Sociais faz uma homenagem a um grande homem ao inaugurar o Colégio Marista Irmão Jaime Biazus. A nova Unidade  é inaugurada no bairro Mário Quintana, em Porto Alegre. Conheça mais sobre a vida e a história desta grande personalidade marista.

Um coração solidário

Amábile Gentile Biazus, que ao entrar no Instituto dos Irmãos Maristas recebeu o nome de Ir. Jaime, desenvolveu um intenso trabalho social, especialmente nos anos vividos no estado do Mato Grosso do Sul, onde exerceu atividades ligadas às comunidades indígenas, à prevenção do uso de drogas e à docência em escolas públicas.

Ao retornar para o Rio Grande do Sul, nos anos 90, empenhou-se no planejamento e execução de empreendimentos sociais, tendo sido fundador do Centro Social Marista (Cesmar) e das obras sociais da Ilha Grande dos Marinheiros. Outra de suas iniciativas bem sucedidas em prol dos mais empobrecidos e da cidadania foi a criação da Associação do Voluntariado e da Solidariedade – Avesol – organização nãogovernamental que atua especialmente na promoção da economia popular solidária, da qual era o presidente.
 
Ir. Jaime era um religioso que encantava os que dele se aproximavam pela capacidade em harmonizar serenidade e espiritualidade a uma permanente luta contra tudo aquilo que oprime o ser humano e retira-lhe a dignidade humana. Sua causa foi reconhecida, em 2006, pela Prefeitura de Porto Alegre, que lhe concedeu a Medalha Cidade de Porto Alegre.
 
Graduado em Letras e com formação em Orientação Educacional, ao longo de sua vida acadêmica e marista, Ir. Jaime foi aluno em diversos cursos no Brasil e no Exterior, com ênfase em educação, pastoral, ensino religioso e psicologia. Em 1963 foi nomeado provincial da Província Marista de Caxias do Sul, função que exerceu por dois mandatos. Em 1977, Ir. Jaime foi para o Mato Grosso do Sul, onde atuou por quase 20 anos como professor, diretor e assessor de organismos da Igreja local.
 
Seu trabalho naquele Estado foi reconhecido com a concessão do título de Cidadão Mato-grossense. Ir. Jaime retornou à Província Marista de Porto Alegre em 1996, participando da implantação da rede de obras sociais da Província. No fim da década de 90, foi Conselheiro Provincial,coordenador do GT Solidariedade e Missões e Diretor Geral Administrativos das Obras Sociais Maristas.
 
Em 2001, Ir. Jaime atuou na criação das obras sociais da Ilha Grande dos Marinheiros, em Porto Alegre, vivendo na comunidade local até 2009. Em 2010 passou a integrar a Comunidade Marista Rosário. Faleceu em 26 de maio de 2010, aos 83 anos de idade. Em 2011, a Província Marista do Rio Grande do Sul resolveu homenageá-lo,  ao dar o nome da nova escola fundada no Bairro Mario Quintana, em Porto Alegre.

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.