Terceirão participa de palestra do Senac Comunidade

No dia 11/5 os estudantes do do 3º Ano EM, do Colégio Marista Irmão Jaime Biazus receberam educadores sociais do Senac Comunidades para um debate sobre o mercado de trabalho para o Jovem. A palestra é parte da 12ª Feira de Oportunidades – Quem se Destaca, Muda de Vida, ação desenvolvida pela entidade nas escolas. 


Estudantes do terceirão puderam eslarecer dúvidas
sobre o mercado de trabalho

O palestrante, educador social Eleonai dos Santos, começou a palestra falando do Jovem Aprendiz que se destaca neste momento de crise. “Uma das principais características que os empregadores procuram avaliar é o relacionamento interpessoal. Se o jovem não possui essa capacidade, o risco de ser desligado é muito alto. Então é necessário ter empatia, colocar-se no lugar do outro”, salienta Elionai.


Educador Social, Eleonai dos Santos, falando para os estudantes

Para ele outro ponto importante é o colaborador sentir-se realmente parte da equipe. “Se eu tenho dois jovens em uma área, e o trabalho deles é carregar um fardo de 100Kg. Se uma pessoa faltar, a outra terá o dobro de trabalho. Então tem que ter noção de que se um faltar, ele prejudica toda uma cadeia de relações”, completa Eleonai.


Estudantes buscam informações sobre a atual situação do
mercado de trabalho para o jovem

 

Senac Comunidade

Fundado em 15 de maio de 1995, o Senac Comunidade oferece cursos pelo Programa Senac de Gratuidade (PSG). O programa tem o objetivo de capacitar gratuitamente estudantes de baixa renda, em cursos voltados para as áreas de comércio, de bens, serviços e turismo. Além disso, a unidade é reconhecida nacionalmente pela sua expertise em inclusão de jovens e adultos com transtornos psicossociais no mundo do trabalho. Com atividades teóricas e práticas, as capacitações inserem jovens no mercado de trabalho, por meio de parcerias feitas com empresas da região.

Vencedora de diversos prêmios, entre eles o Troféu Prata do Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade – PGQP, em 2015, a escola atende cerca de 1500 pessoas por ano, através de cursos de Aprendizagem Profissional Comercial e de Capacitação Profissional. Cursos para pessoas com deficiência e atividades em comunidades carentes parceiras também são realizados pela escola, que funciona das 8h às 18h, no Colégio Júlio de Castilhos, em Porto Alegre.

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.