1ª Dica de Leitura | Abril

Periodicamente, a equipe da Biblioteca Cultural Marista seleciona algumas dicas de leitura, por segmento, de obras que fazem parte do acervo do Colégio. Confira!

Educação Infantil

Ciranda dos Insetos - Ciça 

Imagine uma ciranda superdivertida capaz de misturar vários nomes de insetos, desde aqueles comuns até os mais esquisitos! Com vinte e três quadrinhas sensíveis e bem-humoradas, Ciranda dos insetos leva os pequenos leitores a um mundo meio maluco, porém inesquecível!

Um sapo especial - Telma Guimarães Castro Andrade

Ciça, uma menina que adora desenhar, desenha um sapo e outros animais para lhe fazer companhia, mas ele não fica satisfeito. Somente momentos antes de terminar seu desenho o sapo revela o motivo da sua insatisfação.

A pequena bruxa - Pedro Bandeira e Carlos Edgard Herrero

Com a bruxa-professora, Lalá aprendeu a fazer terríveis bruxarias com sua vassourinha mágica. Agora ela tem de sair pelo mundo com a missão de fazer sete maldades bem malvadas. Vamos ver que maldades a Lalá aprontou?

Anos Iniciais

No barraco do carrapato - Ana Maria Machado e Claudius

Depois de perder seus sapatos no barraco do carrapato, uma sapa vai com sua roupa nova em busca do calçado. Então conhece um simpático sapinho, que lhe ensina uma maneira de chegar mais rápido até lá.

Histórias para acordar - Dilêa Frate

"Você gosta mais do papai ou da mamãe?". Ou então: "O que você vai ser quando crescer?". Como as crianças devem responder a essas perguntas feitas pelos adultos? E o que acontece com um menino que detesta tomar banho? E com outro que nunca escova os dentes? São assim os temas de Histórias para acordar - sessenta fábulas modernas escritas em linguagem clara e despojada, mas capaz de aproximar a criança até do universo filosófico. 

Festa de criança - Luís Fernando Veríssimo

Depois da guerra de brigadeiro, Chico vem pedir mais doce e o pai da aniversariante diz para ele dar uma lambida na cabeça do Paulinho. O bolo também já era, pois a Cândida sentou em cima, depois de ter praticado hipismo com o cachorro, que fugiu da casa desesperado, com uma jarra caríssima amarrada ao rabo... Você vai rir até dizer chega com as travessuras das crianças e os apuros dos adultos. São 36 histórias que mostram, com muito humor, que a vida pode ser uma grande festa.

Anos Finais

O BGA, o bom gigante amigo - Roald Dahl

Ao acordar, Sofia dá de cara com o ser humano mais alto que já vira. O que ela não sabia é que ninguém pode ver um gigante sem se tornar seu prisioneiro. Ela vai parar na Terra dos Gigantes, sob os cuidados do bom gigante amigo. Lá, conhece gigantes assustadores e, com a ajuda do BGA e da rainha da Inglaterra, inventará um plano para enfrentá-los.

Em busca do diamante - Francisco Marins

Um enorme diamante destinado ao Imperador desaparece misteriosamente. A suspeita recai sobre os integrantes da Expedição Langsdorff. Para provar a inocência de seus amigos, Tonico e Perova se lançam em uma aventura que os colocará diante de tribos desconhecidas, escravos fugidos, bandidos perigosos e rios traiçoeiros.

Marília de Dirceu - Tomás Antônio Gonzaga

“Eu tenho um coração maior que o mundo”. Versos como este, agrupados sob o título Marília de Dirceu, tornaram Tomás Antônio Gonzaga um dos maiores poetas do Arcadismo. Com tendências ao bucolismo, aos fingimentos pastoris e às alusões mitológicas, a poesia de Gonzaga é típica desse gênero literário. Nela há, contudo, uma nota pessoal marcada pelo sensualismo e o realismo da época na qual o poeta viveu.

Ensino Médio

O príncipe - Nicolau Maquiavel

O Príncipe é um livro escrito por Nicolau Maquiavel em 1513, cuja primeira edição foi publicada postumamente, em 1532. Trata-se de uma das teorias políticas mais elaboradas pelo pensamento humano, e que tem grande influência em descrever o Estado, mesmo os sistemas de governo terem-se diversificado desde então. É este livro que sugere a famosa expressão "os fins justificam os meios", significando que não importa o que o governante faça em seus domínios, desde que seja para manter-se como autoridade. A expressão, que não se encontra no texto, tornou-se uma interpretação tradicional do pensamento maquiavélico.

Martini Seco - Fernando Sabino

Martini seco é conduzido de forma precisa e bem-humorada. O enredo gira em torno de uma misteriosa morte em um bar, "um homem e uma mulher entraram no bar, sentaram-se e pediram martini seco. Enquanto o garçom os servia, ela foi ao telefone, ele foi ao toilette. Quando regressaram, ao tomar a bebida, a mulher caiu fulminada". A partir daí começa um jogo de suspense e humor que envolve o leitor e o comissário Serpa, que fica no cargo de solucionar o caso: assassinato ou suicídio? Em nenhum ponto Sabino deixa uma fresta para que o mistério seja solucionado, ao contrário, as cartas finais são lançadas somente nas últimas páginas. Embora tenha um desfecho impressionante, o autor deixou espaço para outras dúvidas, que propositalmente foram postas ao leitor.

Anarquistas, graças a Deus - Zélia Gattai

Flha de anarquistas chegados de Florença, Zélia Gattai trazia no sangue o calor de seus livros. Trinta e quatro anos depois de se casar com Jorge Amado, a sempre apaixonada, Zélia abandona a posição de coadjuvante no mundo literário e experimenta a própria voz para contar a saga de sua família. É assim que ficamos conhecendo a intrépida aventura dos imigrantes italianos em busca da terra de sonhos, e o percurso interior da pequena Zélia na capital paulista - uma menina para quem a vida, mesmo nos momentos mais adversos ou indecifráveis, nunca perdeu o encanto. 

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.