Estudante do Marista Medianeira irá estudar no Canadá

O estudante Lorenzo Mesquita, que finalizou o 3º Ano do Ensino Médio em 2016 no Marista Medianeira, irá embarcar para uma experiência única no próximo ano: morar e estudar em outro país. O destino escolhido foi o Canadá, e Lorenzo nos conta os motivos de sua escolha e quais serão seus maiores desafios.

Lorenzo já realizou outros intercâmbios, mas esse pode ajudar a definir seu futuro profissional

  • Assessoria de Comunicação do Colégio: Porque morar fora do Brasil e porque escolheu o Canadá? O que influenciou na sua decisão?

Lorenzo: Em 2014, fiz um Intercâmbio Marista de um mês para o Canadá. Foi a partir daí que comecei a me interessar pelo país e passei a analisar futuras possibilidades de estudo no Canadá. Aliado a isso, a alta qualidade de vida que o país oferece, bem como um dos melhores índices de educação e segurança no mundo, fizeram com que o meu interesse em morar lá aumentasse.

  • Assessoria de Comunicação do ColégioVocê pretende continuar os estudos ou fazer alguma outra atividade no novo país?

Lorenzo: Pretendo continuar os estudos, visto que o ensino médio canadense é composto de quatro anos. Em 2017, farei o quarto ano do ensino médio, no Columbia International College, em Hamilton, cursando disciplinas relacionadas à faculdade que eu pretendo cursar, que é Relações Internacionais. Dessa forma, história mundial, economia, direito e linguagens são algumas das matérias que estudarei no próximo ano. No final do ano, receberei um diploma, o qual pode ser usado para ingressar em universidades do Canadá, Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

  • Assessoria de Comunicação do Colégio: Pretende voltar ao Brasil? Irá sozinho?

Lorenzo: O tempo de duração do intercâmbio é de um ano, mas pretendo conhecer outros países e estudar fora do Brasil. Em torno de 15 brasileiros viajarão comigo para o Canadá em 2017, sendo que o intercâmbio envolve estudantes de mais de 70 países e será realizado através da Strive, Agência de Intercâmbios de Porto Alegre.

  • Assessoria de Comunicação do Colégio: Como você lidará com a ausência da família, amigos e conhecidos em um outro país?

Lorenzo: Acho que essa será a parte mais difícil de lidar, pois nunca passei tanto tempo longe da família e dos amigos. Mas, com o avanço da tecnologia e o desenvolvimento das redes sociais, o contato será mantido via WhatsApp, Facebook, Skype e demais redes sociais, além de possíveis encontros a médio prazo.

  • Assessoria de Comunicação do Colégio: O Colégio, de alguma forma, influenciou na sua decisão? Ser um estudante marista possibilitou a você enxergar novos horizontes e novas perspectivas, além de prepará-lo melhor para morar em outro país? De que forma?

Lorenzo: Sim, pois foi a partir do Colégio que tive a oportunidade de fazer o intercâmbio e obter mais informações sobre o quarto ano. Além disso, sempre influenciando o protagonismo juvenil e o foco nos estudos, o Colégio garante várias oportunidades para que os jovens desenvolvam liderança, como a PJM, o Grêmio Estudantil, o grupo de Voluntariado e a Iniciação Científica. Tudo isso permite ao estudante Marista uma formação diferenciada, com foco em várias esferas necessárias à vida em sociedade, motivando o aluno a sair de sua zona de conforto.

  • Assessoria de Comunicação do Colégio: Quais os seus planos profissionais futuros?

Lorenzo: Pretendo cursar Relações Internacionais e ter forte atuação em algumas áreas que precisam de uma atenção especial para que seus conflitos sejam resolvidos, como algumas regiões da África e do Oriente Médio. Além disso, tenho interesse em várias outras áreas, como Direito, Economia, Filosofia, Ciências Sociais e Jornalismo, podendo direcionar minha carreira para alguma dessas áreas, em conjunto com Relações Internacionais. 

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.