Pai: Vocação para amar

“Permanecei em mim.”
Jo 15,4


O chamado à paternidade nasce do amor pleno, do Amor de Deus criador e que Jesus, em oração, nos ensinou a chamar de Pai. Palavra sagrada e bendita que aprendemos a pronunciar como encantamento. Ser pai transforma, muda conceitos, significados e até mesmo atitudes.

Ser pai não é simplesmente ser genitor dos seus filhos e filhas, que tem um sentido natural e sagrado; é do sentido transcendente do amor e de aprender com os filhos e filhas que nasce a palavra pai. Cada um aprende a ser pai em experiência com o ser filho(s) e filha(s). A própria construção do significado de Deus Pai para nós, cristãos, nasce da relação amorosa e confiante de Jesus, seu Filho, com Ele. A troca de confianças de Deus Pai com Jesus, o Deus Filho, para instauração do seu Reino e a entrega confiante de Jesus de Nazaré, inclusive na cruz, chamando-o de papai (Abba), revela o profundo amor, comunhão e cumplicidade entre Eles. No capítulo 15 do evangelho de João, encontramos a parábola da videira, onde Jesus expressa sua unidade com o Pai e convida cada um dos seus amigos a estarem unidos na mesma comunhão, quando os considera como ramos: “permanecei em mim”.

A paternidade ligada, conectada à comunhão com Jesus, é possibilidade de frutificar valores vitais e sentidos transcendentes. Assim como Jesus viveu e sentiu a presença de Deus em todos os momentos de sua vida, ele desejou o mesmo, em oração aos seus amigos e amigas, e neles estamos incluídos todos nós, que na fé, por termos um só Deus que é pai, somos todos irmãos e irmãs.

Por fim, não podemos esquecer do Espírito Santo que, nessa relação, integra o modelo de vida comunitária alicerçada no amor e na doação. É necessário nos sentirmos conectados, pais, filhos e filhas, famílias, comunidades, casa comum, uma conexão essencial para a salvação da vida no Planeta. A unidade na diversidade é um chamado à vocação paterna de se sentir responsável pelo cuidado da vida, de seus filhos e filhas, de sua família, mas também da grande comunidade planetária. Como reza a oração: “Pai Nosso... seja feita a Vossa vontade assim na terra como no céu”. Vontade é relacionada à força afetiva e, nesse sentido, de amar e cuidar da vida.

Que a força motivadora do amor de Deus Pai, pleno de amor, ilumine os passos e os corações de quem se sente chamado a vivenciar a paternidade e a cuidar da vida como mistério humano divino e planetário.

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.