Nosso jeito de mudar o mundo

Dar visibilidade ao protagonismo de estudantes e ex-alunos maristas, destacando as ações e iniciativas que resultam dos diferentes jeitos de aprender e da educação integral marista. Essa é a premissa do posicionamento institucional dos Colégios da Rede Marista, que convida a comunidade escolar para mudar o mundo a partir de ideias criativas.

O conceito Aprender de todos os jeitos muda o mundo é uma continuidade à proposta desenvolvida nos últimos anos, que traz os estudantes para o centro do processo de aprendizagem como cidadãos autônomos em suas escolhas e capazes de fomentar ideias, trocar experiências e promover mudanças em si mesmos e ao seu redor. Nesta etapa, apresentamos uma abordagem prática que mostra a construção e aplicação de ideias de impacto significativo, sempre com o intuito de melhorar ou transformar alguma realidade.

Confira a seguir o vídeo que ilustra essa proposta:

E por falar em vídeos, são eles o meio escolhido para demonstrar na prática as ações que ocorrem em nossas escolas. A videoficação do protagonismo marista, aliás, surgiu em 2014, com a ação do estúdio móvel que percorreu todas as nossas unidades para mostrar os diferentes jeitos de aprender. Desde então, o canal Aprender de todos os jeitos muda você alcançou a marca de cerca de 10 mil inscritos e mais de 1 milhão e 700 mil visualizações no YouTube.

É lá que estão concentrados os novos vídeos produzidos a partir deste novo conceito, trazendo temas como solidariedade, inovação e sustentabilidade. Confira a seguir algumas iniciativas maristas que mudaram, mudam e ainda mudarão o mundo!

As irmãs Maria Eduarda e Maria Clara, estudantes maristas, tiveram uma grande ideia para tornar mais alegre a vida das crianças no Haiti.

 

Você sabe o que inspirou a criação da maior fazenda de turismo ecológico do Brasil? O Lucas, ex-aluno marista, tem a resposta.

 

Como fazer com que os estudantes criem o hábito de descartar corretamente o lixo de uma forma criativa? Foi esse o problema que o Lucas, estudante marista, resolveu com a sua invenção.

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.