Estudantes apresentam aplicativo Médico de Bolso na Febrace

 

Orientar a população sobre rápidas soluções para sintomas no organismo e apresentar tratamentos caseiros para patologias, sem a finalidade de substituir um médico, é a proposta do projeto dos estudantes do Colégio Marista Pio XII, Guilherme Heller Bier, Gabriel Marques Trzaskos e Bernardo Calcagnotto Appel. Após pesquisa e estudos com profissionais da área da medicina, eles desenvolveram um aplicativo para celular, Médico de Bolso, que será apresentado na Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (FEBRACE), que ocorrerá de 13 a 15 de março, em São Paulo.

Orientados pelo professor de Tecnologias Educacionais Eduardo Davi Wilhelm, os estudantes do 2º ano do Ensino Médio desenvolveram o Médico de Bolso, que apresenta soluções práticas para sintomas como dor de cabeça, tontura, pressão baixa, entre outros. O projeto foi premiado na 10ª PioTeC - Mostra de Tecnologias e Ciências realizada no Colégio em 2017, rendendo aos estudantes o passaporte para a Febrace.

 

Sobre o projeto

O projeto Médico de Bolso surge do desenvolvimento de um aplicativo com foco em análise prática de sintomas, auxiliando aqueles que buscam o entendimento e possíveis soluções para o que está ocorrendo em seu organismo. Com a pesquisa e estudos com profissionais da área da medicina, o Médico de Bolso traz maior precisão em informações e tratamentos caseiros para patologias, sem a finalidade de substituir um médico.

 

Sobre a Febrace

Promovida anualmente pela Poli-USP, por meio do Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI), a Febrace é a maior feira brasileira pré-universitária de ciências e engenharia em abrangência e visibilidade. Seu objetivo é estimular a cultura científica, a inovação e o empreendedorismo na educação básica, despertando novas vocações nessas áreas e induzindo práticas pedagógicas inovadoras nas escolas.

Ao todo serão apresentados 346 projetos feitos por estudantes dos ensinos fundamental, médio e técnico de escolas públicas e particulares do Brasil, selecionados entre mais de 2.250 mil projetos. Os autores dos melhores trabalhos ganharão troféus, medalhas, bolsas e estágios, além de vagas para representar o Brasil na Feira Internacional de Ciências e Engenharia da Intel (Intel ISEF), que será realizada em maio, em Pittsburgh, Pennsylvania, nos EUA. 

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.