Desempenho do Marista Rosário cresce no Enem 2016

O Marista Rosário teve desempenho de destaque no Enem 2016. Com uma média geral de 646,1, a escola teve crescimento em comparação ao seu mesmo aproveitamento no exame do ano anterior, que foi de 639. O resultado coloca o Colégio na segunda posição em Porto Alegre e quinta no estado.

A escola obteve 645,4 pontos em Ciências Humanas e suas Tecnologias; 699,34 em Matemática e suas Tecnologias; 616,33 em Ciências da Natureza; 622,99 em Linguagens e 714,68 na Redação. Nestas últimas, o Colégio melhorou seu resultado em 19,24 e 32,08 pontos, respectivamente, em comparação ao último ano.

Desempenho aliado à formação

O bom desempenho dos estudantes se deve a uma série de fatores como à qualidade da proposta pedagógica, à qualificação do corpo docente e ao investimento em formação continuada. Além disso, o Colégio tem carga horária ampliada, com 35 períodos semanais no 1º e 2º ano EM e 40 períodos semanais no 3º ano EM. Também são realizados simulados nos moldes das provas e, com o projeto Hábitos de Estudo, o estudante é estimulado a criar sua própria rotina de aprendizagem.

Desde o 6º ano EF, a produção textual é o componente curricular que foca essencialmente na produção de diferentes tipos de textos. No Ensino Médio ela ganha ainda mais destaque, com carga horária intensificada e plantões de redação. Também são oferecidos estudos de recuperação ao longo do ano letivo, com revisões e atividades adicionais, além da oferta de aulas extras, em horários diferentes. Outro diferencial é o Programa de Formação do Leitor, promovido desde a Educação Infantil, com eventos como o Rosário Café e o Seminário de Leituras Obrigatórias.


Rosário Café - edição de 2017

Para a vice-diretora do Marista Rosário, Adriana Kampff, os resultados representam o esforço da escola no aperfeiçoamento da preparação acadêmica desde a infância, quando iniciam projetos essenciais de formação de leitores, hábitos de estudos e autoavaliação. “Nas séries de finalização de ciclos de estudos – 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio, os estudantes participam de avaliações externas em diferentes áreas do conhecimento, em que o objetivo não é avaliar o aluno em si, mas sobretudo o nosso currículo, oportunizando, a partir dos resultados, que os professores proponham melhorias”, destaca.

No Ensino Médio, a preparação para as seleções de ingresso para o Ensino Superior se dá também pela participação em simulados. E, para além disso, os estudantes têm diversas oportunidades formativas, por meio da participação em grupos, clubes e equipes das mais variadas áreas, em consonância com seus interesses.


Estudantes do Grupo de Educação Ambiental - GEA - um dos grupos da escola

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.