Telejornal Cmídia apresenta mulheres da Arps

Não foi apenas as apresentações artísticas e musicais que comoveram o público durante a Celebração Mariana, na última terça-feira, 30/6. Com homenagens às mães e aos 300 anos de Nossa Senhora Aparecida, um grupo de mulheres da Associação de Recicladores Pôr do Sol (Arps) também foi motivo de aplausos durante o evento.
 
Realizado pelo Telejornal Cmídia, do Centro Social Marista, um vídeo foi exbido contando um pouco da vivência das trabalhadoras e a importância do serviço prestado na comunidade. Para Gleen Eduards, orientador do telejornal, a produção audiovisual tentou se relacionar com a história da Maya Angelou, poeta negra norte-americana que se tornou a primeira mulher a ser motorista de ônibus e a primeira negra a ser roteirista em Hollywood na década de 50. A sensibilização das meninas foi um dos pontos mais positivos, completa Gleen.
 
Para as quatro integrantes do telejornal, a reflexão sobre o assunto é o principal objetivo. "Espero que as pessoas reflitam e vejam que, independente da profissão que cada mulher tem, ela merece ser respeitada e valorizada. Toda a mulher, se mãe ou não, se branca ou negra, rica ou pobre, deve ter o mesmo respeito e a mesma valorização", afirma Bruna Haesbaert.
 
"Espero que as pessoas vejam o que acontece na Arps e fiquem sabendo como essas mulheres são guerreiras, além de ajudar o nosso meio ambiente com o serviço prestado", relata Natali Soares. Para Mirélly Guimarães é importante tratar sobre assuntos como este, pois "fala sobre várias questões que vivemos hoje. Mulheres e homens que sofrem preconceito, tanto por seus trabalhos ou suas qualidades de vida. O vídeo mostra justamente a força de um grupo de pessoas".
 
"Espero que todos que virem esse vídeo possam valorizar mais a coleta de material reciclável na comunidade e em qualquer lugar. Que as mulheres sejam mais valorizadas e que não precisem passar por nenhuma situação como as que vivenciamos atualmente. Com esse vídeo, queremos mudar a ideia que todos têm da comunidade", afirma Vitória Zancan, também participante do projeto.
 
Confira o vídeo produzido pelo Telejornal Cmídia:
 

Comentários (0)

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.